O Bitcoin pode ser hackeado?

Tempo de leitura: 3 minutos

Investidores em todo o mundo estão comprando bitcoin, levando alguns governos a intervir com regulamentações severas. O sucesso da criptomoeda alimentou o aumento de legiões de seguidores, incluindo centenas de lançamentos de novas criptomoedas e uma onda de startups baseadas em tecnologia blockchain.

No entanto, com todo o movimento em torno do bitcoin, muitos investidores ainda estão inseguros sobre a segurança da criptomoeda em si. 

O bitcoin pode ser hackeado? Em caso afirmativo, como os investidores podem trabalhar para proteger seus investimentos?

O bitcoin é uma moeda digital descentralizada que usa criptografia para proteger as transações. As transações são registradas em um registro distribuído digital denominado blockchain.

A tecnologia blockchain e a revisão constante do sistema pelos usuários dificultaram a possibilidade de hackear bitcoins. Os hackers podem roubar bitcoins obtendo acesso às carteiras digitais dos proprietários da moeda. Porém, é extremamente complicado os hackers conseguirem acesso a toda rede de funcionamento da criptomoeda.

Convidamos você a continuar a leitura para entender melhor como funciona a segurança nas moedas digitais.

Bitcoin e Segurança

O bitcoin foi lançado em 2009 como uma moeda digital descentralizada, o que significa que não seria supervisionado ou regulado por nenhum administrador, como um governo ou banco. 

As transações peer-to-peer impulsionaram a ascensão do mundo da moeda digital, e o bitcoin sempre esteve na vanguarda. O blockchain é o registro distribuído usado para verificar e registrar essas transações.

A questão da segurança tem sido fundamental para o bitcoin desde seu desenvolvimento. Por um lado, o bitcoin em si é muito difícil de hackear, e isso se deve em grande parte à tecnologia blockchain que o suporta. 

Como o blockchain é constantemente revisado por usuários de bitcoin, os hacks são improváveis.

Por outro lado, existe o potencial para riscos de segurança em vários estágios do processo de negociação.

Carteiras e o Processo de Transação

Os bitcoins são mantidos em carteiras e negociados por meio de bolsas de moeda digital, como a Coinbase. Existem alguns riscos de segurança inerentes a cada um desses dois componentes.

Os desenvolvedores estão sempre melhorando a segurança das carteiras, mas também existem aqueles que procuram acessar as carteiras de outras pessoas ilegalmente para roubar seus tokens e moedas.

No processo de transação, a identificação de dois fatores é comumente usada como medida de segurança. Obviamente, ter a segurança de uma transação vinculada a um endereço de e-mail ou número de telefone celular significa que qualquer pessoa com acesso a esses componentes pode autenticar transações. 

Se os hackers puderem determinar algumas de suas informações pessoais não relacionadas à criptomoeda, eles poderão se infiltrar em suas transações naquele espaço de qualquer maneira.

Os usuários de bitcoins recebem chaves privadas, o que permite acesso a seus bitcoins. Os hackers podem se infiltrar em carteiras e roubar as moedas se conhecerem a chave privada de um usuário.

Embora isso torne criptomoedas como o bitcoin investimentos incrivelmente empolgantes (e potencialmente muito lucrativos), também significa que existem aqueles que procuram capitalizar nas falhas de segurança antes de serem corrigidas. 

Todos os investidores em bitcoins são aconselhados a tomar as devidas precauções para melhor proteger seus ativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *