5 Perguntas para considerar antes de comprar Bitcoin

Tempo de leitura: 3 minutos

Que o Bitcoin (BTC) revolucionou a forma de investir ninguém pode negar. Apesar dos altos e baixos apresentados pelo mercado das criptomoedas, não se duvida mais da sua consolidação, e o medo de que seja algo passageiro e que possa acabar de forma abrupta foi praticamente extinto.

Apesar de toda a empolgação que envolve esse universo, negociar BTC ainda é considerado um investimento de alto risco e é preciso ter muito cuidado para atuar dentro do universo das criptomoedas.

A grande variedade de moedas e opções de investimento pode confundir alguém que estejam entrando nesse cenário. Se esse é o seu caso, o mais aconselhável é iniciar pelo bitcoin, além de ser a primeira cripto moeda do mundo, o BTC é considerado como a moeda mais bem valorizada no mercado.

Para que você entenda melhor o universo das moedas digitais, separamos cinco perguntas que farão você compreender melhor o bitcoin e o mercado em que ele está inserido.

Investir em Bitcoin é arriscado?

Como já mencionamos anteriormente, negociar bitcoin é considerado um investimento de alto risco, principalmente se você for um investidor novo, sem muita experiencia nesse mercado. Para negociar BTC é importante ter o mínimo de conhecimento desse universo.

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que o bitcoin trata-se de um ativo volátil, ou seja, os preços sobem e descem em proporções sem precedentes.

Identifique o tipo de investidor que você é, saiba o quanto de risco você está disposto a correr e principalmente o quanto de perda você é capaz de tolerar. Esteja pronto para os dias difíceis, ou opte por fazer investimentos menores, garantido o mínimo de perda sem ficar de fora do mercado.

As carteiras de Bitcoin são seguras?

Os maiores questionamentos dos iniciantes em investimento de BTC é a respeito da segurança que envolve o processo. Com tantas notícias circulando é aceitável temer alguns pontos, porém algumas informações são fundamentais para esclarecer esse ponto.

O bitcoin é regido através de um livro razão público, que valida todas as negociações entre os usuários, mantendo todos os registros de forma inalterável. Esse protocolo faz parte da tecnologia Blockchain, que garante toda a segurança do processo.

Apesar de toda a segurança o maior risco está no fato das exchanges, empresas que transferem o dinheiro entre os investidores e o mercado das criptomoedas, podem sofrer ciberataques. Uma forma de evitar esse risco é manter suas criptomoedas em carteiras digitais, as wallets, que possuem um alto padrão de segurança.

Posso converter o bitcoin em moeda fiduciária?

Sim, você pode. A maioria das transações de BTC são feitas através das moedas fiduciárias. É possível depositar a moeda referência do seu país para realização da compra de bitcoin, assim como convertê-lo para realização de alguma transação, mediante a sua necessidade.

O bitcoin é uma bolha?

Diante a supervalorização no mercado de ativos, o bitcoin foi visto por muitos investidores mais tradicionais como uma bolha especulativa. A bolha nada mais é que a negociação de ativos com preços acima do valor normal.

Apesar de todas essas especulações, os grandes investidores afirmam que o mercado das criptomoedas apresenta fundamentos sólidos, desconsiderando a ideia da bolha.

O bitcoin é capaz de proteger contra a inflação?

Um dos grandes atrativos relacionados ao bitcoin é que diferente de uma moeda fiduciária ele não pode inflacionar.

Embora o seu preço possa sofrer variações, o BTC segue o curso do seu código. Por possuir tokens limitados, obedece a um número de emissão de novas moedas pré-determinado, assim um limite final.

Se você está interessado em entrar no universo das criptomoedas, pesquise sobre o mercado, as moedas existentes, entende com o que você está lidando, evitando assim precipitações e tomada de decisões erradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *