Mineração de criptomoedas: respostas para três das perguntas mais frequentes

Tempo de leitura: 2 minutos

O universo das criptomoedas já está totalmente inserido no nosso meio. Investir e utilizar as moedas digitais já não é mais visto como algo estranho para a maioria das pessoas.

Porém apesar dessa “normalização” dos termos, ainda existem muitas dúvidas para aqueles que desejam ingressar nesse meio. Aqui vamos responder a três das perguntas mais frequentes a respeito da Mineração de Criptomoedas.

O que é minerar criptomoedas?

Quando utilizamos o termo “Minerar Criptomoeda” pode vir a gerar muitas dúvidas para quem não está por dentro do assunto, ao contrário do que pensam, minerar não quer dizer encontrar, descobrir ou fabricar criptomoedas, mas sim o conjunto de processos necessários para validar as transações das criptomoedas.

Vamos utilizar o Bitcoin como exemplo, para minerar a moeda, envolve o processo de validação e registro das transações na cadeia de blocos (blockchain). Cada bloco está vinculado ao anterior por um código chamado “hash”, juntando todos os blocos temos uma cadeia de blocos, ou a blockchain.

Os responsáveis por montar a blockchain são os mineradores. Para esse trabalho é necessário um esforço e custo computacional que garanta a complexidade dos novos blocos de transação no registro, garantindo a segurança e evitando a inclusão de blocos falsos na rede, ou até mesmo, a modificação de blocos existentes.

A mineração de criptomoedas é um dos principais elementos que permite que as criptomoedas funcionem de forma descentralizada, além de ser responsável pelo processo de verificação e registro das transações realizadas pelos usuários, também é responsável por atualizar a quantidade de moedas circulando.Cada criptomoeda pode funcionar à sua maneira, uma vez que a forma de minerar depende do sistema utilizado para validação das transações na blockchain, ou do algoritmo da criptomoeda.

A mineração de criptomoedas é lucrativa?

É comum as pessoas acharem que a mineração de criptomoedas é algo para empresas grandes e com alto poder no mercado, visto que é necessário um alto investimento a nível de poder computacional para minerar criptomoedas.

Porém uma alternativa rentável são os pools de mineração. Os pools de mineração foram criados para que mineradores possam se organizar, compartilhando o seu poder de mineração em rede. A ideia é que juntos eles tenham mais chance de solucionar o bloco do blockchain, conquistando a sua recompensa.

Sempre que uma recompensa é conquistada, ela deve ser dividida entre todos no pool, de acordo com a capacidade de processamento de cada minerador.

Outro ponto a ser considerado é que atualmente existem muitas Altcoins no mercado, muitas delas não demandam tanto custo para serem mineradas.

É ilegal minerar criptomoedas?

Para responder essa pergunta é importante saber que as leis mudam e variam de acordo com os países.

As criptomoedas funcionam de forma descentralizada, porém não são intocáveis, muitos países já estão formulando meios de regulamentar a sua utilização.

Na maioria dos países a mineração de criptomoedas não é vista como um crime, porém é importante verificar as restrições que possam existir na sua localidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *