Terra (Luna) 2.0: Criptomoeda é relançada após queda histórica

Tempo de leitura: 2 minutos

Após conquistar posições de destaque entre as maiores criptomoedas do mundo, a rede Terra, juntamente com as suas criptomoedas UST e LUNA, entrou em colapso após o seu projeto se demonstrar como insustentável, o que gerou grandes perdas e muitos prejuízos aos investidores.

Porém o criador da rede, Do Kwon, vem lutando para recuperar o ecossistema da Terra. Sua grande aposta foi a criação de uma nova rede Terra, contando apenas com a criptomoeda LUNA.

A nova rede Terra, conhecida como Terra 2.0, não apresenta uma bifurcação da rede Terra original, como já ocorreu com outras blockchains, mas sim uma rede completamente nova.

Apesar de todo esforço para a criação da Terra 2.0, as expectativas para a nova criptomoeda não são das melhores. Vamos entender um pouco mais sobre como a LUNA 2.0, como a moeda está sendo conhecida no mercado, está se comportando.

LUNA 2.0: Quais são as expectativas para a moeda?

A LUNA 2.0, moeda criada com a nova rede Terra 2.0, emergiu das cinzas, porém qualquer esperança que os investidores que perderam bilhões de dólares no colapso da Terra tinham de uma recuperação rápida está sendo enfraquecida, a moeda vem sofrendo uma queda drástica desde o seu lançamento.

A moeda foi de US$ 19,5, valor do lançamento, para US$ 5,9, um valor bem abaixo dos US$ 50 esperados pelos investidores que estavam confiando na nova versão da moeda.

Os detentores da antiga LUNA receberam a LUNA 2.0, em uma distribuição complexa acompanhada de um tempo de congelamento da moeda por seis meses.

Aqueles que possuíam a stablecoin UST também receberam alguns tokens, porém não se trata de um sistema 1:1, no qual os usuários recebem uma moeda nova por cada moeda antiga.

A Terra Labs literalmente abandonou a UST, em uma tentativa de seguir em frente e continuar possuindo um projeto para executar.

Muitos investidores estão optando por arriscar e investir no futuro da nova moeda, porém muitos estão afirmando que a nova criptomoeda já está em processo de falência, visto que não basta apenas apresentar um novo token e “fingir” que nada aconteceu.

Muitos investidores e especialistas no mercado vêm especulando a respeito do descuido da empresa com a moeda antiga, e quais são as garantias que os mesmos erros não serão cometidos novamente.

O criador da rede, Do Kwon, ainda não explicou como um algoritmo foi capaz de derrubar todo o seu projeto e quais as medidas que ele tomou para que isso não voltasse a acontecer com a nova rede.

Todos esses fatores, alinhados às muitas especulações de golpes, estão gerando ainda mais instabilidade na nova LUNA, que segue em uma queda frequente. Determinar o futuro da LUNA 2.0 é algo bem difícil no momento, será necessário aguardar as estratégias de Kwon evitar que a Terra 2.0 também entre em colapso.

O que você acha que vai acontecer nos próximos meses?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *